quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Minha experiência com a chegada do bebê na Alemanha

Eu fiquei de escrever um post explicando como funcionou o processo de pré natal e parto comigo aqui na Alemanha e aqui está e demorou somente 6 meses. =D

Começo dizendo que tenho experiência ganhando neném no Brasil, tenho um menino de 9 anos que tive lá por meio de cesária e em geral foi tranquilo, mesmo tendo feito tudo pela rede pública, A referencia é boa na hora da avaliação do serviço por aqui.


Começando pelo começo

Plano de saúde e seguro

Primeiramente, é MUITO importante você estar segurada! Provavelmente você já esta, até por que o vários vistos só são liberados perante o comprovante de que a pessoa possui seguro válido por todo o período da estadia. Caso você esteja sem seguro por algum motivo você vai ter que desembolsar bastante dinheiro para ter um bebê aqui, fazendo as contas no final eu constatei que o seguro pagou ao todo (consultas e parto) cerca de 6.300 Euros. Acredito que em casos de comprovada necessidade o Sozialamt arca com os custos e ajuda também na hora de montar o enxoval. A gente sempre espera que não chegue a esse ponto mas é sempre bom saber.

Mesmo depois que a empresa seguradora confirmou que cobriria todo o processo as contas da clinica chegavam aqui e casa, eu tinha que manda-las à empresa e o dinheiro era depositado na minha conta e só então eu podia pagar as faturas. NÃO ERA DIRETO. Pode até ser que foi assim somente comigo, porém já conversei com outras pessoas em outras situações que passaram pelo mesmo processo. Algumas até tiveram que desembolsar o dinheiro e estavam AINDA cobrando do seguro meses depois.

O pré Natal

Assim que você descobre que está grávida aquela onda de emoções toma conta de você, e morando no exterior parece que a ansiedade e o medo toma outras proporções e no meu caso ainda sem dominar a língua pensei, e agora?

Claro que poderia ter escolhido um médico que falava alemão eu conseguiria me virar mas saúde é coisa muito séria e decidi procurar um médico que falasse inglês fluente, somente assim me sentiria confortável. Achar uma médica com esse quesito não foi difícil e rapidamente já estava passando na primeira consulta e começando a descobrir como tudo funciona por aqui.

Gravidez confirmada pela médica e primeiro contato com o procedimento daqui, as mamães ganham um livreto (a5) chamado MUTTERPASS, nele a médica anota absolutamente todos os seus dados e em cada consulta subsequente os updates: peso, pressão, e qualquer outra alteração que venha a acontecer durante a gravidez, esse livreto fica COM VOCÊ e deve ser levado em todas as consultas (no meu caso foi uma por mês e duas no final) e também para o hospital no dia do parto.


Passaporte para a maternidade

Recebi também uma lista com todas as HEBAMMES da região. As Hebammes são as famosas doulas ou parteiras que são muito presentes da cultura alemã ainda hoje, elas são enfermeiras e tem várias especializações, na lista você tem essas informações e até que línguas elas falam! Elas vão te ajudar com os cuidados durante o antes do parto e até depois (pergunte a disponibilidade dela antes de escolher a sua, caso a sua presença no pós parto seja importante pra você). Eu não usei os serviços delas particularmente então quem tiver uma experiência com Hebammes escreva nos comentários eu vou adorar saber!

Outra coisa que você recebe é uma lista de cursos que você pode fazer e em quais locais, curso para pais de primeira viagem, hidroginástica, yoga etc etc

Exames. Todos os que você pode imaginar. A médica era muito atenciosa e sempre me explicava sobre os procedimentos que viriam a seguir e o porque deles. Uma das dificuldades no Brasil era conseguir marcar esses exames que eu acabava fazendo no médico particular pois não poderia esperar ser chamada para fazer no hospital público (até me chamarem o bebe já teria nascido).

O parto

A médica que fez o meu pre natal não seria a mesma que faria o meu parto mas o trabalho dela em parceria com o médico do hospital que eu escolhi facilitou muito e ele acompanhou o final da minha gravidez com instruções da minha médica e por conta de complicações que tive na primeira gravidez ficou decidido que faria outra cesária, por escolha minha, o médico fez questão de frisar que a cesária era a indicação dele mas se eu preferisse tentar o parto normal ele me apoiaria, eu no entanto prefiro confiar na indicação do médico e tendo em mente que o importante era nós dois (eu e o bebe) ficarmos bem no final não me importaria como ele nascesse.

"Escolhido" o tipo do parto a médico te explica exatamente como será o procedimento e como funciona a anestesia, não somente na sua visita mas também em um documento formal que você deve ler e assinar entregando para o médico antes da cirurgia.

Entrando em contato com o hospital para agendar a visita e o "Termin" para o dia do nascimento fui informada que o pagamento de 3.000 Euros deveria ser feito com ANTECEDENCIA por eu ser estrangeira (hein) Ela informou que algumas pessoas sem laços aqui (eu não sou casada) tinham o bebe e depois simplesmente iam embora e eles ficavam com a conta (!). Minha reação foi: Bom, deixamos o bebê dentro de mim então pois o seguro só vai me mandar o dinheiro uma vez que vocês me mandarem a conta depois do nascimento! Vários telefonemas depois entre o seguro e eu, o seguro e o hospital, o hospital e eu tudo foi resolvido.

Data e hora marcada. Foi o meu primeiro contato com uma Hebamme e foi muito bom, durante toda a preparação para o parto ela foi muito atenciosa e educada comigo e me senti muito confortável, sem contar o fato de que a maioria dos funcionários do hospital eram americanos (vantagens de morar perto de uma base militar dos Estados Unidos).

O procedimento começou pontualmente. E a sala tinha em torno de umas 10 pessoas entre enfermeiras médicos e anestesistas todos muito simpáticos e até tentando falar um pouco de espanhol para tentar me fazer relaxar um pouco (!)

Você fica no hospital nos dias seguintes sendo acompanhada pela médica e com direito a mais exames e assim que os médicos, o seu e o do bebê, te dão alta (comigo seriam 4 dias mas implorei para o medico me dar alta no terceiro dia e ele deu) podem seguir pra casa e daí começa uma outra aventura.....mas isso é assunto pra outro post =)

A experiência foi melhor do que eu poderia imaginar e desejo a futuras mamães que pretendem embarcam nessa aventura em terras alemãs uma boa hora e que tenham uma experiência tão boa quanto a minha :)








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.